A influência das redes sociais na eleição de 2014

Muitos clientes, pré-candidatos ou candidatos a reeleição me perguntam sobre as redes sociais na campanha eleitoral de 2014. Alguns afirmam que o principal meio de comunicação desta eleição serão as redes sociais. Outros duvidam que elas possam resultar em votos. Tem político que jura que foi eleito em 2010 usando apenas as redes sociais. E acreditem! Alguns pré-candidatos querem um planejamento de campanha único e exclusivo para as redes sociais, pois afirmam que investirão apenas nessa forma de comunicação no pleito de 2014.

Alguns especialistas afirmam que não se ganha uma campanha nas redes sociais, mas com certeza as redes sociais podem ser um dos principais fatores para a derrota nas urnas.

Vejo as redes sociais como um reflexo de nossas vidas e vou além, nas redes sociais as pessoas não se apegam a vergonha de se expressar em público. Falam o que pensam, sem se importar com o receptor da mensagem. Defendem seus pontos de vista, suas crenças e posicionamento. Debatem assuntos diversos, se unem em defesa de um pensamento e com certeza as redes sociais serão palco de muitas discussões sobre os candidatos, principalmente os majoritários.

Uma das principais redes sociais do momento, o Facebook, é o principal responsável pela mudança da opinião crítica dos cidadãos e desta união em torno de temas específicos, onde os usuários vivem o fenômeno da crítica midiática.

As redes sociais deram as pessoas outra via de acesso à informação, onde a principal característica é a interação. Essa nova forma de informação e interação, traz a tona uma liberdade de expressão que acaba promovendo as mobilizações que questionam o sistema político e os políticos, e sem duvida será muito utilizada para avaliar os novos candidatos.

Uma avaliação é certa. A internet terá papel ativo nas eleições de 2014 e o candidato que souber explorá-la, terá um grande aliado na campanha eleitoral.

Agora vale ressaltar que não adianta estar, apenas presente nas redes sociais. O principal nas redes sociais é o conteúdo, o monitoramento e o relacionamento.

Por Sandro Gianelli

COMPARTILHAR
Artigo anteriorNão existe fórmula pronta no marketing político
Próximo artigoO uso do rádio na formação da imagem

Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; autor do Blog do Sandro Gianelli; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 12h às 14h, na Rádio OK FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here