DF enfrenta epidemia de dengue há um mês, segundo critérios da OMS

Termo indica mais de 300 casos para 100 mil habitantes; média atingiu 443. Secretaria discorda de classificação e aponta diminuição gradual dos casos.

Boletins semanais divulgados pelo governo do Distrito Federal mostram que a capital enfrenta uma epidemia de dengue há pelo menos um mês, segundo critérios da Organização Mundial de Saúde (OMS). Até a última segunda-feira (25), boletim da Secretaria de Saúde indicava 12.407 casos confirmados e outros 1.907 em investigação.

 Pelos parâmetros da OMS, uma doença pode ser considerada epidemia se atingir mais de 300 pessoas a cada 100 mil habitantes. Com uma população estimada em 2,8 milhões de pessoas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2014, o DF precisaria de 8,4 mil casos para entrar na classificação. O número foi atingido no fim de março.

Os 12.407 casos confirmados até agora significam que, para cada 100 mil habitantes do DF, 443 foram infectados pelo vírus da dengue. O número atual é 47,7% maior que o limite da epidemia, mas a Secretaria de Saúde ainda não usou o termo de modo oficial na divulgação dos dados.

Em nota enviada ao    a secretaria afirma que o critério da OMS não estabelece um período de tempo para a medição. Segundo a pasta, os números acumulados desde janeiro não seriam uma medida eficiente para caracterizar a epidemia, já que houve redução gradual nos casos a partir de fevereiro.

O boletim epidemiológico mais recente também mostra um aumento de 175,8% em relação ao mesmo período do ano passado, quando havia 4.498 ocorrências confirmadas da doença. Foram 13 mortes desde janeiro, sendo sete moradores do DF e seis de Goiás.

Há ainda 70 casos confirmados de febre chikungunya e 62 diagnósticos de vírus da zika (com 25 grávidas infectadas). As doenças são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here