Escolha uma Página
Ganhou e não assumiu
Padre Getulio (PSDB), foi prefeito de Santo Antônio do Descoberto na gestão 1997/2000. Getúlio foi eleito em 2008 e 2012, mas não pode assumir por problemas na justiça eleitoral.
Candidatura em risco
O grupo político de Getúlio tentará o registro de sua candidatura mais uma vez. Porém, na justiça eleitoral, contas rejeitadas de gestores municipais, consequentemente, impede por oito anos a possibilidade de candidatura a cargo político.
Balancetes rejeitados
Em 2012, os balancetes de sua gestão foram rejeitados. Getúlio (foto) recorreu à justiça para anular a decisão. O pedido foi negado em primeira e em segunda instância.
Divulgação
 
Dirceu x Zé Neto
Nos últimos vinte anos, os moradores de Planaltina Goiás, se acostumaram a ver dois grupos políticos se revezando no poder. Dirceu e Zé Neto, quando não eram eleitos, elegiam seus apadrinhados no comando da cidade.
 
Sem influência
Com o falecimento de Dirceu e a inegibilidade de Zé Neto, a população de Planaltina terá a oportunidade de eleger o primeiro prefeito sem influência destes grupos.
 
Sangue novo
Desta vez, o eleitor de Planaltina terá uma disputa polarizada entre Dr. Davi (PROS) e Delegado Cristiomário (PTB).
 
Novos padrinhos
Na eleição de outubro veremos novos grupos disputando o comando da prefeitura em Planaltina. Dr. Davi é apadrinhado de Euripedes Júnior, presidente nacional do PROS e suplente de deputado federal. Cristiomário é apadrinhado do deputado federal e relator do Impeachment da presidente Dilma, Jovair Arantes (PTB). 
 
Eleição 2014
Em 2014, o pré-candidato a prefeito pelo PROS, Dr. Davi, teve mais de 20% dos votos para deputado estadual, em Planaltina. Euripedes Júnior, teve mais de 40% dos votos no município.
 
Cenário tumultuado 
O município de Valparaíso Goiás, tem 10 nomes na disputa para prefeitura. Dos 10, 4 nomes são os mais competitivos.
 
Candidatura da base
Lucimar Nascimento (foto), prefeita de Valparaíso pelo PT, não será candidata a reeleição. Destacam-se pela base do governo duas candidaturas: Roberto Martins (PT) e Angela Pessoa (PSC).
Divulgação
 
Composição
Roberto Martins conta com o apoio do PT, PPL, PTB, PSL, PMN e PRP. Além do PSC, Ângela Pessoa está dialogando com o PMDB e o PROS. Pábio Mossoró conta com o PSDB, PDT, PP e PSDC. Afrânio Pimentel é apoiado pelo PR, PTN e SD. Os acordos continuam até o registro das candidaturas.
 
Candidatos opositores 
Pela oposição dois vereadores e pré-candidatos a prefeito se destacam: Pábio Mossoró (PSDB) e Afrânio Pimentel (PR).

Coluna Entorno Jornal Alô Brasília Sandro Gianelli