Após operação, suplentes assumem Mesa Diretora da CLDF

O afastamento da Mesa Diretora sacudiu a Câmara Legislativa. A Casa começou a analisar quais nomes assumirão a cúpula do Legislativo. A princípio, o vice-presidente, deputado distrital Juarezão  (PSB), será responsável pela condução dos trabalhos. Os membros suplentes da Mesa afastada assumirão os demais postos de comando. A lista inclui Agaciel Maia (PR), Rodrigo Delmasso (PTN), Lira (PHS). Essa definição

Segundo o deputado distrital Chico Vigilante (PT), a Câmara não pode ficar acéfala e projetos importantes para que o GDF não pare precisam ser votados. O parlamentar garantiu que a Casa tem condições de seguir em frente, mesmo com todo peso do escândalo e com as investigações ainda em curso. Vigilante também declarou que irá solicitar ao Ministério Público cópias do caso.

O bloco Trabalho e Sustentabilidade está reunido nesta manhã para definir uma posição oficial. O grupo é composto por Reginaldo Veras (PDT), Israel Batista  (PV), Joe Valle (PDT), Cláudio Abrantes (Rede), Chico Leite (Rede).

Segundo a decisão do TJDFT, o afastamento dos membros da Mesa Diretora deve durar até o fim das investigações. A Procuradoria-geral de Justiça do DF apura os supostos casos de desvio de recursos públicos denunciados pela então vice-presidente da Câmara, Liliane Roriz, que entregou áudios de conversas entre os distritais.

De acordo com a denúncia, os investigados teriam participado de um suposto esquema que destinava R$ 30 milhões de sobras orçamentárias de 2015 a empresas que prestam serviços à Secretaria de Saúde do DF, principalmente na área de UTI, Unidade de Terapia Intensiva.

Reunião à tarde

Recém-eleito vice-presidente da Câmara Legislativa, o distrital Juarezão reunirá os demais deputados à tarde para decidir os rumos que o legislativo brasiliense tomará após o afastamento da Mesa Diretora por ordem judicial. Juarezão disse que não fora ainda comunicado, até o final da manhã, da decisão do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios pela expedição de mandados de condução coercitiva de quatro integrantes da Mesa Diretora – a presidente Celina Leão e os secretários Raimundo Ribeiro, Júlio César e bispo Renato Andrade. Juarezão reconheceu que, recém-eleito, só poderá tomar decisões após conhecer a decisão do TJDFT e se reunir com os demais deputados.

Já em seus gabinetes da Câmara, após a busca e apreensão determinada pelo Tribunal de Justiça no edifício do Legislativo, deputados distritais reuniram seus blocos para examinar a questão. A tendência é acionar os suplentes da Mesa. Em uma definição regimental praticamente única, a Câmara Legislativa do Distrito Federal tem suplentes. Os três secretários da Mesa contam com suplentes, os deputados Agaciel Maia, Lira e Rodrigo Delmasso. Dessa forma, existe um esquema de substituição institucional que deverá ser acionado para fazer frente à decisão judicial que afastou os integrantes titulares da Mesa Diretora.

Fonte: jornaldebrasilia.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here