Secretaria de Cidades faz primeira reunião com administradores no DF

Objetivo foi mostrar como a pasta vai funcionar e debater ações públicas. Secretaria fica responsável por aprovar pedidos das regiões junto a órgãos.

A Secretaria de Cidades do Distrito Federal fez nesta quinta-feira (29) a primeira reunião com administradores regionais, desde que foi criada, no último dia 16 pelo governador Rodrigo Rollemberg. A pasta pretende centralizar as demandas para agilizar a execução de políticas públicas.

O chefe do Executivo conduziu o encontro junto com o titular da pasta, o ex-secretário de Mobilidade Marcos Dantas. Também estiveram presentes 22 administradores e representantes da CEB, Caesb, SLU, Agefis, Novacap e das secretarias de Obras, Saúde e Políticas para a Criança e Adolescentes.

Segundo o governo do DF, a primeira reunião serviu para mostrar a administradores e representantes de órgãos do GDF como vai funcionar a secretaria e debater ações públicas que podem ser realizadas conjuntamente.

Até a criação da secretaria, cada administração que quisesse implantar um serviço precisava enviar um ofício ao órgão de interesse para que o pedido fosse avaliado. O intuito é que todos os pedidos sejam enviados diretamente para a pasta, que fica responsável pela aprovação dos pedidos junto aos órgãos.

 “A secretaria vai funcionar como indutora, articulando as ações com todas as cidades”, afirmou Marcos Dantas. “Ela vai não só fiscalizar, mas vai estar do lado dos administradores cobrando dos órgãos as ações necessárias.”

O chefe da pasta citou a realização de obras, manutenção, recapeamento das vias e limpeza das calçadas como serviços que vão passar pela secretaria. As primeiras ações previstas pela secretaria em conjuntos com as administrações são na área de limpeza urbana e saúde. “Vamos ajudar na articulação e na implementação desses serviços.”

A pasta vai ajudar a levar recursos humanos, materiais e equipamentos para viabilizar os trabalhos, mas as administrações permanecem com autonomia. “[A secretaria] veio fortalecer ainda mais a cidade, porque a vida acontece lá na ponta.”

A criação da nova secretaria não representou gasto adicional ao GDF com pessoal porque a equipe é composta por servidores que já faziam parte do quadro do governo, diz Dantas. São 80 funcionários que foram realocados.

Primeiros atos
A Secretaria de Cidades informou que fará uma mobilização de combate aos prejuízos causados pelas chuvas com a limpeza das bocas de lobo em todas as regiões do DF. A medida conta com o apoio da Caesb, do SLU e da Novacap e começou na semana passada no Núcleo Bandeirante, com a desobstrução de 143 bueiros.

Presidiários em regime semiaberto com autorização para trabalhar ajudam na limpeza. Quem coordena os 20 detentos empregados no serviço é o projeto “Mãos Dadas”.

Ações de combate à dengue e outras políticas públicas ambientais também serão coordenadas pela pasta. As atividades não foram definidas até o momento.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here