Transporte público no Entorno deve ser o próximo a sofrer com o aumento das passagens

O último aumento nas passagens de ônibus entre o Distrito Federal e o Entorno foi em fevereiro de 2016. O reajuste autorizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) foi de 11,29% nas tarifas para mais de 40 trechos entre o DF e as cidades goianas próximas.

Mais caras

O aumento, justificado pela ANTT, se deu por conta da alta nos custos de operação. Os cálculos são realizados tendo como base os gastos com combustíveis, lubrificantes, peças, acessórios, veículos e despesa com pessoal.

Inflação

Não é segredo para ninguém que no último ano o País sofreu com a alta da inflação, justificativa suficiente para que as empresas de transportes pressionem a ANTT para o aumento das passagens na região do Entorno.

Ônibus antigos realizam o transporte dos moradores da região do Entorno para o DF.

Alerta

A ANTT ainda não se pronunciou sobre um novo aumento. O que não quer dizer que ele não esteja por vir. Fica o alerta para os novos prefeitos se mobilizarem em prol dos moradores do Entorno.

Alô prefeitos

Cabe aos novos prefeitos e vereadores se organizarem o quanto antes para que a população não sofra. É melhor aproveitar que o DF aumentou as passagens e buscar, junto a ANTT, uma solução para que não ocorra o mesmo no Entorno.

Cadê a AMAB?

A Associação dos Municípios Adjacentes a Brasília (AMAB) deveria entrar na discussão. A associação é composta por prefeitos de diversos municípios da região e um dos seus objetivos é a defesa de interesses em comum.

Desatualizada

Pesquisando informações sobre a atuação da AMAB, pouco, ou quase nada é encontrado. Na página oficial da AMAB no Facebook a última atualização é de julho de 2013.

Protestos contra a má qualidade do transporte público do Entorno do DF.

Nem pai…

O Senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), quer transferir a responsabilidade pelo transporte público da região do Entorno para o governo federal. A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 65/15 tem a intenção de encontrar uma solução definitiva para o problema.

…nem mãe

A proposta pretende acabar com o jogo de empurra e tornar o governo federal constitucionalmente responsável, inclusive pela implantação e operação do sistema integrado de transporte público na região entre o Distrito Federal, Goiás e Minas Gerais.

Fique atento

Os novos prefeitos deveriam buscar mais informações sobre a PEC 65. Se for um bom projeto, que pressionem para a aprovação; se for uma má ideia, que ajustem o projeto enquanto existir tempo hábil.

* A Coluna Entorno é escrita por Sandro Gianelli e veiculada todas as quartas no Jornal Alô Brasília.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here