Coluna Entorno | Recurso destinado para a construção de creche é desviado

Por Sandro Gianelli

A prefeitura de Abadiânia recebeu R$ 370.000,00 (trezentos e setenta mil reais), referente a primeira parcela da construção de uma creche e o recurso foi gasto em outras despesas. A creche atenderia uma média de 200 crianças. O recurso que não foi utilizado em sua construção deverá ser devolvido para o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). O atual prefeito, sem creche e sem dinheiro, terá que poupar para pagar essa conta.

Perguntar não ofende

O que pode ser mais importante do que a educação das crianças? Com a palavra as gestões passadas do munícipio de Abadiânia/GO.

Aproximando a sociedade

“Minha meta à frente da presidência da Câmara de Vereadores é fazer um trabalho corporativo com todos os vereadores, aproximando a sociedade da Câmara Municipal de Vereadores de Águas Lindas de Goiás. Este será o meu maior desafio”.

Rogemberg, presidente da Câmara de Vereadores de Águas Lindas.

Sem carnaval

A tradicional falta de investimentos em festas de carnaval na região do Entorno continua em alta. Nem mesmo o município de Pirenópolis, que é uma cidade histórica e turística realizou o carnaval neste ano.

Sem lazer

A região que sofre com problemas estruturantes como a falta de segurança, infraestrutura e hospitais acaba sempre sendo preterida em relação aos investimentos em áreas como lazer e esporte. Perde o estado, os municípios e principalmente a juventude que, ociosa, se ocupa com atividades nada apropriadas.

Pano de fundo

A justificativa para os prefeitos, pelo menos neste ano, é que não dá para realizar os investimentos do carnaval por conta da crise financeira que praticamente todas as prefeituras enfrentam. Desta vez é justificável e justo. Ponto para eles!

Transparência

A ação poderia vir acompanhada de um relatório transparente. Se um prefeito apresenta o projeto do carnaval e o valor que seria gasto, junto com a área que recebeu esse recurso, seria um gol de placa. A população aprovaria.

Manchete

Festa de carnaval custaria cento e cinquenta mil reais, porém a atual gestão optou por não realizar o carnaval e investir os recursos na reforma do hospital municipal.

Que hospital?

A maioria dos municípios da região, têm em média 20 anos. Porém, a grande maioria, até hoje, não possui um hospital adequado.

Desculpas

Me desculpo com o leitor. A nota intitulada de ‘Manchete’ é furada. No máximo os prefeitos investiriam em reforma de posto de saúde. Seria bom contratar médico. Também está em falta.

Operação padrão

Outra opção é fazer o mais do mesmo e investir na compra de ambulância para levar os doentes da região do Entorno para os hospitais do Distrito Federal ou de Goiânia.

Articulado

Hildo do Candango (PSDB) mostrou mais uma vez seu poder de articulação. O prefeito de Águas Lindas recebeu em seu gabinete o vice-governador do Estado de Goiás, José Eliton (PSDB), que se reuniu com prefeitos e vereadores de vários municípios do Entorno.

* A Coluna Entorno é escrita por Sandro Gianelli e veiculada todas as quartas no Jornal Alô Brasília.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorImprensa e Parlamento
Próximo artigoConectado ao Poder | Posse da nova diretoria da ABBP
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; autor do Blog do Sandro Gianelli; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 12h às 14h, na Rádio OK FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here