Aumenta o número de famílias endividadas no DF em fevereiro

O número de famílias endividadas no Distrito Federal subiu e passou de 725.087 em janeiro para 730.380 em fevereiro (aumento de 5,2 mil). Significa que 77,9% das famílias brasilienses possuem algum tipo de dívida. É o que mostra a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do DF (Fecomércio). Apesar disso, o estudo mostra uma leve redução no número de famílias com contas em atraso, que passou de 133.300 no primeiro mês do ano para 133.170 em fevereiro.

O cartão de crédito segue no topo da lista como o principal gerador de dívida. Do total dos endividados, 88,9% se declararam comprometidos nessa modalidade. Dentre as famílias com contas em atraso, 36,5% disseram ter condições de quitar suas dívidas totalmente e 57,7% afirmaram ter condições de quitar o montante parcialmente.

O presidente da Fecomércio, Adelmir Santana, acredita que as famílias brasilienses não conseguiram administrar todas as contas do começo do ano e acabaram se complicando na hora de quitar os débitos. “O aumento não foi substancial, mas vivemos um momento que precisamos ter cautela, pois os juros continuam altos e o crédito escasso. Além disso, o futuro tanto na política quanto na economia ainda está incerto, por isso, o ideal é não acumular dívidas”, afirma Adelmir. Ainda segundo o presidente da Fecomércio, 1.189 famílias brasilienses disseram não ter condições de pagar a dívida. Em janeiro esse número era de 4.120.

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) foi realizada com uma amostra de 600 famílias. O estudo serve para orientar os empresários dos setores de Comércio, Serviços e Turismo que utilizam o crédito como ferramenta estratégica para o incremento das vendas, uma vez que permite o acompanhamento do perfil de endividamento do consumidor e sua percepção em relação à capacidade de pagamento.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Fecomércio-DF

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here