Manifestação pede a Revogação do Estatuto do Desarmamento

Os manifestantes também defendem a Operação Lava-Jato e o fim do foro privilegiado.

No domingo (26) acontecerá no Distrito Federal, e em vários estados, manifestações a favor da revogação do Estatuto do Desarmamento.  “A incapacidade do estado em proteger a população leva as pessoas a querer ter o direito de andar armadas.’’, explica Rodrigo Moreira, presidente do  Clube Esportivo de Atiradores, Colecionadores e Caçadores do Distrito Federal. Além do direito ao porte de arma, outros temas que deverão ser defendidos pelos protestos envolvem a Operação Lava-Jato e o fim do foro privilegiado.

Desde que entrou em vigor, em dezembro de 2003, o Estatuto do Desarmamento é discutido e muitos projetos já foram feitos para facilitar a compra e porte de armas por civis. Atualmente, é permitido que cidadãos tenham posse de armas mediante requerimentos bastante específicos, o que impede que a grande maioria da população não seja considerada apta.

Os requerimentos incluem: ter mais de 25 anos de idade, comprovar efetiva necessidade (preferencialmente relacionada a atividade profissional de risco ou ameaça direta a integridade física de quem requer), comprovação de ocupação lícita, de residência e comprovação de capacidade técnica e aptidão psicológica com prazo de um ano de validade, atestado por um instrutor de armamento e tiro e psicólogo credenciado pela Polícia Federal.

“Apenas 2% das mortes são de armas registradas, o restante são das contrabandeadas, o problema não é o cidadão armado e sim o bandido, o porte de arma não é para matar e sim de conceder o direito de defesa à população”, finaliza Rodrigo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here