Vendas no comércio do DF tiveram leve alta em fevereiro

As vendas do comércio brasiliense registraram alta de 0,64% em fevereiro de 2017 na comparação com janeiro. Porém as vendas do setor de serviços tiveram uma redução de 3,06%. Já em relação ao mesmo período do ano passado, o comércio apresentou declínio de 7,57%  e o setor de serviços teve uma retração de 5,20%. É o que mostra a Pesquisa Conjuntural de Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal, realizada pelo Instituto Fecomércio com apoio do Sebrae.

O presidente da Fecomércio, Adelmir Santana, explica que o principal segmento que se beneficiou em fevereiro foi o de papelaria e livraria, em decorrência do período escolar, com aumento de 16,62% nas vendas. “Esse primeiro semestre será de estabilização no cenário econômico, a nossa expectativa é que o segundo semestre seja de recuperação, principalmente com algumas medidas anunciadas pelo governo federal, como a liberação de contas inativas do FGTS, que deverá inserir milhões de reais na economia do Distrito Federal”, aponta o presidente. Adelmir lembra que o primeiro lote do FGTS foi liberado em março.

Entre o segmentos que registraram crescimento nas vendas estão: Livraria e Papelaria (16,62%); Comércio Varejista de Bebidas (12,30%); Cosméticos e Perfumaria (3,18%); Ferragens e Ferramentas (3,00%); Minimercados, Mercearias e Armazéns (1,70%); Joalheria (1,41%); Farmácia (1,26%). Já os que registraram queda nas vendas em fevereiro estão: Cama, Mesa e Banho (6,21%); Auto Peças e Acessórios (-5,52%); Artigos de Armarinho, Suvenires e Bijuterias (-4,85%); Suprimento de Informática (-3,80%); Calçados (-3,53%); Ótica (-2,79%); Vestuário e Acessórios (-2,55%); Padaria e Confeitaria (-2,44%); Móveis (-2,42%) e Material de Construção (-1,74%).

No setor de serviços, o único segmento que apresentou crescimento nas vendas em fevereiro foi o de Atividade de Contabilidade (4,03%). Já os segmentos que apresentaram queda foram: Organização de Feiras, Congressos e Festas (-11,76%); seguido por Atividades de Condicionamento Físico (-5,27%); Manutenção e Serviços para TI (-4,77%); Sonorização, Fotografias e Iluminação (-4,58%); Promoção de Vendas (-3,20%); Bares, Restaurantes e Lanchonetes (-3,02%); Cabeleireiros (-1,89%) e Capacitação e Treinamento (-0,68%).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here