Direita rachada

De um lado temos o deputado federal Izalci (PSDB) que tem se destacado na defesa da regularização fundiária e ultimamente se aproximou do senador Hélio José (PMDB), que deve trocar a sigla, rumo ao quinto partido em sete anos. Juntos os parlamentares têm se aproximado do grupo de partidos políticos comandados por evangélicos.

Direita rachada 2

Do outro lado temos o deputado federal Fraga (DEM), o presidente do PTB Alírio, o ex vice-governador Tadeu Filippelli (PMDB) e Rôney Nemer (PP), que se uniram e em termo de campanha majoritária saem na frente com amplo tempo de TV. Uma das principais armas para quem pretende governar o DF.

Toma lá, dá cá

Fraga e companhia não gostaram do evento realizado pelos evangélicos, onde seu grupo não foi convidado e que contou com a presença de Izalci e Helio José. Rapidamente um almoço entre Fraga, Alírio e Filippelli foi agendado, mostrando a união do grupo.

Incógnita

Outros nomes importantes da direita ainda não se manifestaram. Como o do candidato a governador em 2014, Jofran Frejat (PR), a suplente de deputada federal Eliana Pedrosa (sem partido), a esposa do ex govenador Arruda, Flavia Arruda (PR) e Rogério Rosso (PSD), que iniciou sua carreira política no grupo de Joaquim Roriz. Um fato é inânime, se a direita quiser voltar ao comando do DF terá que se unir, seja no primeiro ou no segundo turno das eleições de 2018.

Por Sandro Gianelli / Coluna On’s e Off’s / Jornal Alô Brasília

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPerguntar não ofende
Próximo artigoRecursos para a UNB de Ceilândia
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; autor do Blog do Sandro Gianelli; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 12h às 14h, na Rádio OK FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here