Lei determina que obras públicas usem telhas ecológicas

A Câmara Legislativa aprovou em segundo turno o Projeto de Lei nº 244/2015 de autoria da deputada distrital Luzia de Paula (PSB), que dispõe sobre a utilização de telhas ecológicas nas obras realizadas ou contratadas pela Administração Pública do Distrito Federal.

A Lei pretende inserir uma cultura voltada para produtos ecologicamente corretos. Entende-se por telhas ecológicas, àquelas fabricadas a partir de fibras naturais ou de materiais recicláveis.

“A telha ecológica promove a economia de matérias-primas, o reaproveitamento de resíduos sólidos, a redução da poluição e, também, do volume de material encaminhado a aterros sanitários. Esperamos que com o tempo, não apenas o governo, mas a população se conscientize e substitua as telhas pelas ecológicas”, afirmou a parlamentar.

A Lei abrangerá, além das futuras obras, as reformas em propriedades públicas. Caso uma obra comprove a inviabilidade do uso de telhas ecológicas, com a apresentação de laudo técnico. Ficará dispensado o seu uso.

A Lei segue para a sanção do governador Rodrigo Rollemberg. O GDF terá o prazo de um ano, após a sanção do governado, para adotar essa prática.

Benefícios da telha ecológica

– É mais leve e, portanto, exige menor madeiramento no telhado e tem manuseio e transporte facilitados, o que determina maior economia;

– É excelente redutor sonoro;

– Apresenta baixa condutividade térmica, o que torna os ambientes menos quentes;

– É mais flexível, é inquebrável e durável;

– Não é poluente e não é tóxica.

Fonte: Ascom Luzia de Paula

COMPARTILHAR
Artigo anteriorIzalci e Dória
Próximo artigoColuna Entorno | Governo Junto de Você

Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; autor do Blog do Sandro Gianelli; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 12h às 14h, na Rádio OK FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here