Fim do comércio nas escolas

Lei de Liliane Roriz (PTB/foto) proíbe propaganda nas escolas públicas e privadas de educação básica do Distrito Federal. O governo vetou, mas os deputados distritais derrubaram o veto. O GDF terá 60 dias para apresentar a metodologia de como a lei será fiscalizada.

Exceção da regra

A Lei abre exceção apenas para propagandas de caráter institucional, socioeducativas, preventivas ou de conscientização, cabendo ao diretor pedagógico do estabelecimento de ensino a autorização após consulta ao conselho escolar.

Desconcentração e perda de foco

Liliane entende que é difícil para crianças e adolescentes interpretar as mensagens publicitárias que são campanhas de persuasão feitas por empresas em busca de vendas e lucros. A deputada lembra que algumas propagandas são feitas, inclusive, dentro das salas de aula.

Por Sandro Gianelli / Coluna On’s e Off’s / Jornal Alô Brasília

COMPARTILHAR
Artigo anteriorRede, PSB e PPL unidos
Próximo artigoColuna Entorno | Processo legislativo viciado
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; autor do Blog do Sandro Gianelli; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 12h às 14h, na Rádio OK FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here