Fraga reúne candidatos da PMDF e CBMDF cumprindo compromisso de unir as categorias em busca de representação

O Deputado Federal Alberto Fraga (DEM-DF), presidente do partido no DF, cumpriu sua promessa assumida na coletiva de segunda-feira à Associação dos Blogueiros de Política do DF e Entorno – ABBP (Leia Aqui), onde afirmou que reuniria os candidatos da PMDF e CBMDF mais votados na última eleição para iniciar um processo de fortalecimento das categorias em busca de representação Distrital e Federal com vista às eleições de 2018.

Uma das maiores cobranças das categorias é justamente a falta de união e consenso entre os pretensos candidatos, o que acaba dividindo os votos internos e não conseguem eleger nenhum representante, o que coloca as classes num patamar de inferioridade no cenário político do DF.

Participaram da reunião, além de Fraga, o vice-presidente do partido no DF, Tenente Poliglota, o subtenente Ricardo Pato, Coronel Neviton Sangue Bom, Subtenente Hermeto, Sargento Eliomar Rodrigues, o ex-distrital João de Deus e o presidente da CIFAIS Major Cruz. Apesar de terem sido convidados, os sargentos Lusimar Arruda (Jabá), Guarda Jânio e o subtenente e atual Administrador do Nucleo Bandeirante, Roosevelt Villela, não compareceram ao evento, realizado na churrascaria Palhoça no setor de postos e motéis da Candangolândia.

Almoço organizado por Fraga na churrascaria Palhoça pode mudar o cenário político dentro das corporações militares

Ao término, ficou acordado que novas reuniões serão realizadas com o intuito de se prepararem para os pleitos de 2018 e, consequentemente, atenderem a um clamor das categorias que hoje sofrem pela falta de representação distrital, ficando toda carga somente no único representante federal que ainda dispomos (deputado Fraga). Muito em breve um evento para filiação ao partido deve acontecer e com isso fechar um ciclo de discórdias e divisões.

“Acho que esse é um momento ímpar para uma corporação tão carente de representação. Se não nos unirmos agora, o que será de nossas classes em 2018? As divergências devem ser colocadas de lado e a coletividade deve estar acima de qualquer objetivo pessoal”, afirmou o Major Cruz.

“É uma pena que nem todos os convidados tenham participado, mas de um total de 10 convidados 70% compareceram, isso é sinal de que está acontecendo um processo de amadurecimento e conscientização onde os maiores beneficiados serão os integrantes das corporações, em sua maioria praças, e a própria instituição”, disse o vice-presidente do partido Tenente Poliglota.

A direita está se fortalecendo e o nome para ocupar o Buriti em 2018 deverá sair do bloco formado por Fraga, Alírio Neto, Tadeu Filippelli e também o ex-secretário de saúde e candidato em 2014, Jofran Frejat. A tendência é que esse grupo se fortaleça mais ainda com a agregação de outros nomes de peso, como a ex-deputada Eliana Pedrosa e Izalci Lucas (PSDB-DF). “Temos que entender que esse é apenas o início de um grande trabalho. Possivelmente outros nomes de policiais e bombeiros militares surgirão e o Partido Democratas cumprirá com sua palavra de agregar o maior número possível de candidatos e mostrarmos nossa força. Se a Polícia Civil com 6 mil homens consegue eleger até 4 deputados, porque nós não conseguimos com 12 mil policiais eleger até o dobro?”, questionou o deputado Alberto Fraga.

O sargento Eliomar Rodrigues foi mais enfático em suas colocações e mostrou-se animado com a possibilidade de finalmente adquirirmos novamente nosso espaço. “Seja qual for o cargo que o deputado Fraga venha a concorrer, assumo publicamente que meu voto já está decidido de que será seu. Governador ou Senador estarei ao lado trabalhando para que tenhamos, pela primeira vez, um policial militar majoritário nos representando”, concluiu.

“Venho para somar e tenho plena convicção de que dessa vez acertaremos. Já passamos por vários processos, muitos deles dolorosos e penosos, onde acabamos sendo totalmente prejudicados. Ficar sem representação não nos interessa mais”, disse o subtenente Ricardo Pato.

Um fato acabou ficando evidente entre todos os presentes: Uma aliança dessa magnitude, em um partido de oposição que não fugiu de seus princípios desde as eleições passadas, deverá causar muita dor de cabeça aos adversários, principalmente por se tratar de corporações que são capazes de agregar centenas de milhares de votos, considerados, até, os maiores cabos eleitorais do país.

“Temos mecanismos de divulgação e comunicação capazes de fortalecer essa aliança. Meu programa “Na trilha da verdade” estará à nossa disposição em prol da corporação e seus candidatos”, afirmou João de Deus.

O Subtenente Hermeto, ex-administrador da Candangolândia, afirmou que somente com união seremos capazes de ter uma representação digna, afinal, somos os maiores cabos eleitorais do país.

Que venha 2018 e que as corporações policiais e bombeiros militares sejam, efetivamente, muito bem representadas. Governador ou Senador, Federais e Distritais, essa será a meta!

Fonte: Blog do Poliglota

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here