Escolha uma Página

O Conselho de Ética da Câmara Legislativa do DF só deve decidir sobre o caso da deputada distrital Sandra Faraj (SD) em outubro. A parlamentar segue no mandato seis meses após a denúncia de desvio de verba indenizatória. Faraj terá a possibilidade de se defender no Conselho de Ética.

Por Sandro Gianelli / Coluna On’s e Off’s / Jornal Alô Brasília