Partidos mudam de nome

Preocupados com o desgaste que os partidos vêm sofrendo desde as manifestações de 2013, algumas siglas têm focado em driblar esse desgaste com a crise da representação política no Brasil. A forma encontrada por alguns foi tirar o ‘p’ de partido.

Slogans

A estratégia adotada é utilizar palavras de ordem, que correspondam aos anseios da população. Alguns slogans definidos são Avante, Podemos, Centro Democrático, Progressistas, Patriotas, MDB, Livres e Democracia Cristã. Rede Sustentabilidade e Novo já nasceram sem o ‘p’.

Saiu na frente

Quem saiu na frente foi o Partido Trabalhista Nacional (PTN) que é o único partido que conseguiu fazer a alteração com a autorização do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). PTN já é coisa do passado, a sigla agora se chama Podemos.

Tipo Obama

Nas eleições de 2008 o candidato a presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, ficou conhecido pelo slogan: Yes we can, que traduzido significa: Sim nós podemos. O PTN pegou o que deu certo nos EUA e trouxe para o Brasil. E não foi apenas no slogan. A sigla tem utilizado as redes sociais para debater como seus parlamentares devem votar no parlamento.

Mais slogans

O Partido Progressista pretende virar Progressistas. O DEM que já foi PFL quer se tornar o Centro Democráticos. O PSDC pretende virar a Democracia Cristã. O PT do B quer ser o Avante. O PMDB quer voltar às origens passando a ser o Movimento Democrático Brasileiro (MDB). O PSL quer ser o Livres. O PEN quer ser Patriotas.

Bolsonaro

A mudança de nome do PEN para Patriotas depende do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC). Bolsonaro pretende trocar o PSC pelo PEN com a garantia de que terá legenda para a presidência da República. Além da legenda, Bolsonaro sugeriu que a sigla passe a se chamar Patriotas.

Descrédito

O descrédito dos partidos causa esse tipo de ação. A população não se sente mais representada pelos políticos. O Brasil possui 35 partidos. O fato é que não existem 35 ideologias distintas para justificar tantos partidos. Além dos 35 registrados no TSE, existem outras dezenas em busca de registro.

Falta ideologia

Sem ideologias os partidos deveriam buscar se aproximar da sociedade, ao invés disso, optaram pela mudança de denominação, que nada mais é do que uma renovação de marca, que infelizmente segue acompanhada pela falta de ideologia. Ao invés de mudança de comportamento, apenas temos a adoção de um slogan.

Sem oficializar

Até agora poucos partidos oficializaram a alteração de nome. Para que a mudança tenha validade para as eleições de 2018 os partidos deveram oficializar o pedido até o início de outubro de 2017, um ano antes das eleições. Segundo o TSE, foram 14 mudanças em nomes de partidos desde a Constituição de 1988.

Por Sandro Gianelli / Coluna On’s e Off’s / Jornal Alô Brasília

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDeu ruim
Próximo artigoLuzia de Paula propõe sessão solene em homenagem aos 39 anos do P Norte
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; autor do Blog do Sandro Gianelli; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 12h às 14h, na Rádio OK FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here