Coluna Entorno | Contrato sem licitação poderá ser alvo de CPI em Novo Gama

Sem licitação

A prefeita de Novo Gama, Sônia Chaves (PSDB), contratou sem licitação, a Cooperativa de Transportes Cooperbras, para cuidar do transporte escolar do município. As informações são do Jornal O Mensageiro, que acusa a administração de ter gastado em 6 meses, quase um milhão e meio com os serviço.

Quase o dobro

Em 2016, último ano da gestão do ex-prefeito Everaldo Vidal (PP), foram gastos R$ 1.742.856,00. A atual gestão gastou quase o mesmo valor, na metade do período. Se os custeios com o transporte escolar permanecerem nestes valores, até o final de 2017, a prefeitura terá gasto aproximadamente 2 milhões e 850 mil reais.

Situação emergencial

A prefeita Sônia Chaves justificou a ausência de licitação dos contratos, afirmando que se tratava de uma situação emergencial. Alguns vereadores estão fazendo vista grossa e não estão fiscalizando como deveriam. Outros vereadores pretendem abrir um Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para averiguar os gastos da prefeita com o transporte.

* A Coluna é publicada de segunda a sexta no Blog do Sandro Gianelli, no Jornal Alô Brasília e no Portal Alô Brasília.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here