On´s e Off´s | PDT define em outubro se entrega os cargos do governo

Por Sandro Gianelli

Pé de guerra

O PDT do DF está em pé de guerra com o GDF. A confusão teve início quando os deputados do partido se declararam contrários ao projeto de unificação da previdência do DF. O maior prejudicado foi o deputado distrital Reginaldo Veras (foto). No último fim de semana o partido fechou que até o dia 10 de outubro definirá se permanece ou se sai da base de governo.

Toma lá, dá cá

O Secretário Adjunto do Trabalho, Thiago Jarjour (PDT), não acredita que o partido fará uma ruptura em detrimento da perda de alguns cargos. “A velha receita de se fazer politicagem, onde tudo se resolve no ganha-ganha”, disse Jarjour.

Economia e tecnologia

Jarjour (foto) comemora a economia anual, de R$ 4 milhões, realizada na Secretaria Adjunta do Trabalho, em relação à gestão anterior e principalmente a inserção de Brasília no circuito internacional de tecnologia e inovação, com a vinda da Campus Party. Resta saber se o PDT entregar os cargos, se Jarjour fará o mesmo.

Denunciado

A Procuradoria-Geral da República (PGR) denunciou o deputado federal Izalci Lucas (PSDB). A ação tramita no Supremo Tribunal Federal (STF), por conta do foro privilegiado do parlamentar. A denúncia foi uma das últimas feitas pelo ex procurador-geral Rodrigo Janot.

Perseguição

Aliados atribuem a denúncia ao fato de Izalci fazer parte da CPMI da JBS e ter votado a favor de uma convocação de Rodrigo Janot para depor na CPMI. Izalci acusa o governo do PT de ter sumido com documentos que comprovariam sua inocência e alega que o Tribunal de Contas o inocentou.

Inabilitado

O senador Hélio José (PMDB) destinou 7,5 milhões em emendas para o hospital da PMDF. Infelizmente o hospital não estava apto para receber os recursos que foram realocados para o hospital de Taguatinga. O senador se comprometeu a voltar a destinar recursos para o hospital da PM, isso se o hospital estiver habilitado para receber os recursos.

Desinteresse

Segundo o senador Hélio José, a bancada federal colocou recursos para a construção do viaduto do Recanto das Emas em 2015, foram 45 milhões. Em 2016 foram mais 75 milhões. Em ambos os anos os recursos foram realocados por falta de interesse do governo

* A Coluna é escrita por Sandro Gianelli e publicada de segunda a sexta no Blog do Sandro Gianelli, no Jornal Alô Brasília e no Portal Alô Brasília.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorEntrevista | Anjuli Tostes (PSOL)
Próximo artigoCaiado critica proposta de usar emendas de bancada para financiar campanhas
Consultor em Marketing Político; especialista em pesquisa de opinião pública; autor do Blog do Sandro Gianelli; escreve a coluna On´s e Off´s, de segunda a sexta, no Jornal Alô Brasília; apresenta o programa Conectado ao Poder, aos sábados, das 12h às 14h, na Rádio OK FM. É presidente da Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here