Entrevista | Hamilton Tatu vê poucas chances de candidatos sem trabalho se elegerem com 45 dias de campanha

Por Sandro Gianelli

Você acredita que o eleitor votará pela renovação dos quadros políticos nas eleições de 2018?

Acredito, mas não na renovação de quem nunca foi candidato ou é desconhecido. Esse não tem chance numa eleição de apenas 45 dias. Não dá tempo para se tornar conhecido e deixar sua mensagem. Essa renovação será com quem tem trabalho reconhecido pela comunidade.

Você continua filiado ao Democratas?

Passei 12 anos no DEM, os últimos 3 anos como vice-presidente. Assim que estourou o escândalo da Caixa de Pandora houve um esvaziamento do partido. Resolvi permanecer na sigla e me tornei vice-presidente ajudando a fazer a nominata que disputou as eleições de 2014. Após a vitória do Fraga nas eleições de 2014 decidi me desfiliar do partido.

Porque você se desfiliou?

O partido não foi fiel a mim. Em 2013, com a cassação do Raad, o partido não brigou pelo mandato. Paulo Roriz deixou a sigla sem justificativa e eu era o suplente seguinte que permaneceu no DEM. Além disso faltou o apoio do Fraga para os candidatos do partido nas eleições de 2014, eu era um deles, isso me revoltou e decidi abandonar o DEM.

* A Coluna é escrita por Sandro Gianelli e publicada de segunda a sexta no Blog do Sandro Gianelli, no Jornal Alô Brasília e no Portal Alô Brasília.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here