On’s e Off’s | PSB-DF nega racha interno após eleição da executiva

Por Sandro Gianelli

Racha negado

O primeiro vice-presidente do PSB-DF, Daniel Cunha, soltou uma nota oficial para rebater as notícias de que o processo eleitoral interno do partido, poderia ter provocado um racha na sigla.

“Sem dúvidas, convergimos, sob o comando do Prof. Tiago Coelho, na melhor formação de Executiva para tocarmos pautas importantes para o fortalecimento da militância do PSB e, consequentemente, na continuidade de implementação de políticas públicas responsáveis, as quais não estão vinculadas ao próximo processo eleitoral e sim as próximas gerações”.

Daniel Cunha, primeiro vice-presidente do PSB-DF.

Regularização

Moradores dos 3 trechos do Setor Habitacional Sol Nascente comemoraram a liberação das licenças e autorizações ambientais, emitidas pelo IBRAM, que permitem, além de uma série de obras, a regularização dos 3 trechos.

Conselho tutelar

O deputado distrital Júlio Cesar (PRB) realizou uma audiência pública com o intuito de debater melhorias para os Conselheiros Tutelares de todo o DF. A ideia é viabilizar mecanismos para melhorar as estruturas oferecidas nos conselhos tutelares, que influenciam diretamente no atendimento prestado às crianças e aos adolescentes do DF.

Comprovado

A Procuradoria-Geral da República (PGR) encontrou, no sistema eletrônico da Odebrecht, arquivos originais com os nomes de pelo menos dois ministros da cúpula do PMDB, são eles: Eliseu Padilha da Casa Civil e o ex-ministro Geddel Vieira Lima. As provas corroboram com os depoimentos dos delatores da Odebrecht. A PGR localizou ordens de pagamentos e descartou fraudes na criação dos arquivos.

Sem influência

O Instituto Datafolha realizou uma pesquisa que demonstra que apenas 2 em cada 10 evangélicos levam em conta a opinião de seus líderes religiosos quando eles fazem campanha para algum candidato.

Sem déficit

O relatório da CPI da Previdência, apresentado pelo relator, senador Hélio José (PROS), aponta que não existe déficit na Previdência. A CPI durou seis meses de trabalho e realizou 31 reuniões. Segundo Hélio, “está havendo manipulação de dados por parte do governo para que seja aprovada a reforma da Previdência. Há uma série de cálculos forçados e irreais”.

Vitória da insegurança

Três delegacias do DF já registraram mais de 14 mil ocorrências neste ano, ultrapassando a recordista do país que é a 1ª Delegacia de Campinas (SP). A unidade possui o recorde de registro de ocorrências na América Latina. São 14 mil crimes.

Recorde ultrapassado

Segundo o Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol-DF), esse número já foi ultrapassado por pelo menos três delegacias do DF, até o mês de outubro.

Campeã

A 5ª Delegacia de Polícia (DP), localizada na região central de Brasília, já registrou 16 mil ocorrências em 2017. A 12ª DP, responsável pela região central de Taguatinga, já ultrapassou a marca de 15 mil registros de ocorrências e a 27ª DP, na cidade satélite de Recanto das Emas, com 13.890 ocorrências registradas até esta segunda (23).

Queda na criminalidade

“Enquanto o Governo do Distrito Federal (GDF), por meio da Secretaria de Segurança Pública, insiste em ressaltar uma queda na criminalidade, desde 2015, início do atual governo, já foram registradas mais de 750 mil ocorrências criminais”, denúncia Rodrigo Franco Gaúcho, presidente do Sinpol-DF.

* A Coluna é escrita por Sandro Gianelli e publicada de segunda a sexta no Blog do Sandro Gianelli, no Jornal Alô Brasília e no Portal Alô Brasília.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here