Marketing político e eleitoral – Parte VI

Já escuto muitos dizendo que já estão em plena campanha, aí eu pergunto, quais as estratégias adotadas? Referente ao marketing digital, o que está fazendo? Referente ao tipo de candidato em qual você se enquadra? É reeleição, é primeira vez ou está querendo galgar um novo espaço? Seu partido, qual seu teor ideológico? Enfim, um monte de questionamentos sem respostas concretas.

Pelo andar da carruagem a história sempre se repete para a maioria que sai na empolgação, achando sempre que é mais esperto, achando que nada mudou e até mesmo fazendo de conta que paga e o fornecedor também fazendo de conta que entrega, pois para última hora é só isso que dá pra fazer no mundo digital e tradicional em virtude da Lei Eleitoral, isso mesmo.

Estamos passando por mudanças profundas no cenário politico e social. Qual a leitura atual, qual o sentimento das pessoas? Hoje mais do que nunca a informação que serve pra ciclano não serve pra fulano.  As pessoas querem ter experiências, querem participar, querem ser ouvidas e mais do que tudo, é nossa obrigação entender e dar voz e vez ao eleitor de forma segmentada.

O despreparo do candidato na maioria das vezes já começa pela contratação, a maioria tem dívida de campanha ou é amigo do amigo e acaba contratando pessoas, menos por competência.

Alguns meses atrás um programa jornalístico de televisão foi até algumas câmaras municipais fazendo uma simples pergunta, fale apenas um, apenas um projeto de lei em sua gestão, pasme, a resposta foi unânime em todos, ninguém havia feito, mesmo os com mais de 3 mandatos, isso mostra o despreparo do parlamentar, o mesmo não teve a mínima competência em contratar uma assessoria para fazer esse trabalho, agora imagine o custo e o formato dessa  campanha , sim nem quero imaginar porque isso está perdendo o espaço e a população deve a cada campanha começar a cobrar mais os candidatos e também a se desinteressar mais pela política, votando em branco, anulando seu voto e nem mesmo ir votar.     Somos impactados por campanhas inócuas do poder público enfatizando o direito de votar, os deveres do cidadão e blá blá blá, sabem que isso nada repercute na realidade, enfim vamos ao que interessa.

Deputada Tal, tem tantos mil likes em sua fanpage, governador tem tantos mil seguidores, de nada vale isso se não tiver um planejamento, uma expertise por trás para alavancar benefícios futuros, alguns é claro que tem, agora imagine quem está pensando em sair candidato pela primeira vez ou pleitear novo desafio.

A palavra de ordem ao meu ver para essas eleições estão traduzidas em um único device, o mobile. E você, tem noção do que isso representa?

Vemos também uma situação totalmente adversa, a falta de estrutura e principalmente a falta de um budget eficaz.

Não se começa uma campanha em cima da hora, temos que parar de achismo, é diferente de quem já está no poder e que já tem uma estrutura ( ou não), é quase impossível criar uma imagem, um conceito, uma bandeira em pouco tempo.

Para que o candidato gaste menos durante a campanha e com mais assertividade é preciso que o mesmo tenha uma estratégia bem definida.    A internet se for usada de forma correta, vai potencializar os mecanismos estratégicos que apenas o profissional de marketing pode fazer.   Não se engane com o fogo amigo e com os espertalhões de última hora que aparecem e oferecem o céu.

Existem landmarks na área política que são imutáveis, e apenas quem detém a estratégia da comunicação justa e do marketing perfeito, tem a habilidade em lançar mão de forma coerente e tangível.  Vale a pena ler quem ainda não o fez, o livro, Estado Espetáculo de Roger-gérard Schwartzenberg.

Digo meus amigos e amigas novamente, quem não fizer o dever de casa nas mídias digitais antes da campanha é melhor que não os faça durante a campanha por conta de se tornar um investimento sem resultado, isso não funciona se não for feito com ANTECEDÊNCIA, fica a dica.

Quem montar sua estrutura ou parte dela com antecedência já sai na frente, isso com a ritualística do maestro que vai dar o tom de sua campanha, veja esse vídeo e imagine como se forma uma campanha vitoriosa, pois é assim que se faz:  https://www.youtube.com/watch?v=Pa4_atL4-08

Trabalhe com conteúdo relevante, invista realmente em resultados, existem milhões de programas, métricas, aplicativos mas sem valor algum se não forem aplicados de forma correta e coerente pelo especialista, não se deixe enganar com achismo, tudo tem que ter foco e resultado comprovado. Lembre sempre, mídia social antes de tudo é mídia, depois é social e toda mídia é paga.

A Propaganda Política é regida por várias leis as quais o Autor Jean-Marie Domenach exemplifica e tem muito mais, o passado como o próprio nome já diz , ficou pra traz, por isso, chegou a hora, ou melhor já está até passando da hora de contratar um consultor político atual, moderno e antenado para dar um norte e estartar seu processo eleitoralista.

Investimento em assessoria de imprensa, internet, jingle, conteúdo, imagem, nichos, branding, naming, formadores de opinião, lideranças, vídeos, ideias, comitês, mailling, planejamento estratégico, inbond marketing, soft were de campanha, jurídico, lideranças e muito mais.   Estes são apenas algumas peças que ajudam a criar a harmonia da orquestra.

Ou, se você acredita que se faz campanha sem dinheiro, apenas postando bom dia, oração do dia no facebook, mula sem cabeça , cuca, minhocão do pari, gastando apenas saliva e sapato…, boa sorte.

Pasme novamente meus amigos, como a maioria das pessoas desconhecem  as ferramentas , desconhecem as estratégias , acham que para tal seria necessário um investimento de grande vulto e isso não é verdade , basta apenas conhecer e já ter prática no processo político , nada de inventar a roda. Não deixe a maior parte do seu dinheiro ir para o ralo por falta de organização. Contrate um consultor político e comece desde já a planejar e executar uma campanha vitoriosa.

Cláudio Cordeiro

Publicitário/Advogado

Diretor da Gonçalves Cordeiro

Membro da ABCOP/ALAP/FENAPRO E SINAPRO/MT.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here