Reviravolta no PHS

Reunião da Direção Nacional do PHS define futuro do partido na capital.Os grupos que disputavam o comando Nacional do Partido Humanista da Solidariedade – PHS resolveram se unir para salvar o partido de uma grave crise interna e afastar o verdadeiro causador de toda confusão e desordem nas entranhas administrativas, o goiano Eduardo Machado.

O Conselho Gestor Nacional (CGN) órgão de direção superior do PHS elegeu e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aceitou uma nova direção nacional. Assumiu como presidente nacional o deputado federal de Minas Gerais, Marcelo Aro e como seu Primeiro Vice, o paulistano Laércio Benko. Luiz França e Murilo Oliveira seguem como Secretário-geral e Tesoureiro Nacional.

A briga no PHS se arrastou por meses, com Liminares e Decisões Judiciais obtidas pelos dois lados. Agora a guerra chegou ao fim. O grupo de França, Belarmino Sousa (PE) e Cláudio Maciel (MG), se uniram ao ex-vice de Eduardo, Marcelo Aro, fazendo uma composição nacional isolando o ex-dirigente goiano.

Perguntado por nosso blog sobre o destino do PHS-DF, o secretário-geral França foi enfático ao garantir o retorno do seu antigo aliado ao posto: “O Dr. Cristian Viana reassume imediatamente a presidência regional e a partir daí começaremos a dialogar sobre eleições no DF”.

Cristian irá acumular a presidência local com a secretaria geral adjunta nacional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here