Escolha uma Página

Por Sandro Gianelli

Primeira desistência

A semana começou com a desistência do ex-presidente da OAB/DF, Ibaneis Rocha (foto), na corrida pelo Palácio do Buriti. Ibaneis é o primeiro pré-candidato a desistir e declarar apoio a Jofran Frejat. O que não ficou claro é se o apoio é pessoal ou partidário. Após a divulgação da desistência o MDB soltou uma nota para apaziguar a situação.

Cabo de guerra

Além de desistir, ficou claro que a intenção de Ibaneis e se cacifar para a vice de Frejat. Aliados de primeira hora e políticos de carreira não ficaram satisfeitos com a pressa do advogado. É certo que o cabo de guerra para definir quem serão os políticos que disputarão os cargos majoritários deve esquentar ainda mais.

Sem picuinhas

Em nota, Tadeu Filippelli (foto) e Ibaneis Rocha, afirmam que, como acordado desde o princípio da formação de uma ampla oposição ao atual governo, o MDB vai cumprir o compromisso de apoiar o candidato que reunir as melhores condições de representar este grupo, incluindo a busca de novas alianças.

Enquanto isso

Enquanto o MDB apagava fogo com gasolina, o deputado Izalci Lucas, esteve no Incra 7, Brazlândia, debatendo a Lei 13.465/2017, que regulariza as terras da União em áreas rurais e urbanas. Izalci afirmou que continua trabalhando para que o Governo Federal publique logo o decreto de regulamentação da lei.

Adolescentes embriagados

O deputado Rafael Prudente (MDB), quer obrigar o Corpo de Bombeiros, hospitais, postos de saúde e clínicas que integram as redes pública e privada de saúde do DF a comunicar, imediatamente ao Conselho Tutelar, o atendimento em suas dependências, de criança ou adolescente que seja diagnosticado com uso de bebida alcoólicas ou entorpecentes. A Lei 6.086/2018 já foi sancionada, basta que seja cumprida.

Descarte de óleo lubrificante

O deputado Agaciel Maia (PR), quer que produtores, importadores e revendedores sejam responsáveis pelo recolhimento e a garantia da destinação correta dos óleos lubrificantes. A Lei 6.085/2018 de autoria do parlamentar já está em vigor.

Previdência engavetada

Segundo a Folha de São Paulo, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ/foto), pretende engavetar o projeto da reforma da Previdência e transferir o ônus da derrota para o Palácio do Planalto. Maia se irritou com declarações de Temer e caso não haja o apoio de 308 dos 513 deputados para aprovar a reforma em 20 de fevereiro ele não deverá agendar nova data. Seria o fim da reforma, pelo menos durante este governo.

Que confusão

O Governo de Brasília promete instalar 400 novos pontos de wi-fi gratuitos. Apesar da alta quantidade apresentada na promessa, hoje o GDF só possui oito pontos de wi-fi de graça, porém, só três estão funcionando e estão no centro de Brasília. A qualidade do sinal? Essa não é nada boa.

Engavetado

O projeto que previa redução em 20% do salário do primeiro escalão, apresentado em 15 de setembro de 2015,como contrapartida para aumentos de impostos e preços de serviços públicos até agora não saiu do papel.

Troca de secretário

Cristiano Barbosa Sampaio assume a Secretaria de Segurança do DF. O ex-secretário, Edval Novaes, permaneceu na pasta por dez meses. Ambos são da Polícia Federal. Edval alegou motivos pessoais para o desligamento.

* A Coluna é escrita por Sandro Gianelli e publicada de segunda a sexta no Blog do Sandro Gianelli, no Jornal Alô Brasília e no Portal Alô Brasília.