Escolha uma Página

Por Sandro Gianelli

No Brasil, historicamente, a campanha eleitoral começa oficialmente com a propaganda gratuita do rádio e da TV, no horário gratuito concedido pela Justiça Eleitoral.

O horário eleitoral é fundamental para alavancar a campanha de um candidato. Antes dele, o discurso é controlado pelo jornalismo e o horário eleitoral é o espaço para a divulgação sem esse controle. Ele está sob o controle da política.

A propaganda eleitoral, prevista para começar em 16 de agosto, permite ao candidato apresentar ele mesmo, o que ele pensa, a forma como ele constrói a própria imagem e, em certa medida, responder ao jornalismo.

Além do tempo resultante das coligações, 1/3 dos 20 minutos disponíveis para o horário eleitoral é dividido igualitariamente pelo número de candidatos. Cerca de 1 minuto e 20 segundos para cada candidatura assegurados pela lei.

Quem tem nas pesquisas a maior taxa de desconhecimento e também o menor índice de rejeição tende a crescer com a propaganda gratuita do rádio e da TV.

* Sandro Gianelli – Jornalista, radialista e consultor político com experiência em marketing político, eleitoral, digital e pesquisa de opinião pública.