Escolha uma Página

Por Sandro Gianelli

Na comunicação política, o rádio constitui um instrumento de repersonalização do poder. Porém, este contato transpõe o critério racional podendo despertar sentimentos de atração ou repulsão, de simpatia ou de antipatia. Através do contato direto, mesmo que ilusório, que é estabelecido entre o político e o ouvinte.

O rádio afeta as pessoas, digamos, como que pessoalmente, oferecendo um mundo de comunicação não expressa entre quem fala e quem ouve, tornando os líderes ainda mais conhecidos.

No rádio é estabelecido uma relação pessoal entre o líder e o ouvinte. Abrindo um novo campo à personalização da política. O fato se dá por conta de ser a voz um dos primeiros critérios em que se esteia uma reação de simpatia ou de antipatia diante de um desconhecido.

O rádio tem um enorme poder de penetração, chegando a lugares onde não existem outros veículos com programação local. Seu papel nas campanhas eleitorais vem sendo subestimado, mas sua participação é significativa nas campanhas, em função do grande número de eleitores que ele atinge.

Utilizando somente os elementos sonoros, o rádio assume uma perspectiva intimista, subjetiva, falando diretamente para as pessoas.

As aspirações coletivas, identificadas nas pesquisas eleitorais e capitalizadas pelo marketing político, são traduzidas nas ideias transmitidas através dos diferentes formatos radiofônicos no horário eleitoral gratuito no rádio, convertendo-se num excelente instrumento de persuasão política através da exploração do caráter emocional do veículo.

Quando a estratégia da campanha leva para o rádio apenas o áudio que foi gravado para a televisão, existe um grande desperdício de um veículo que possui características próprias. Porém, com um planejamento correto, o rádio poderá trazer ganhos significativos para as campanhas.

Dá mesma forma que não cabe usar o mesmo áudio da TV no rádio, não cabe usar os mesmos textos em todas as redes sociais, pois cada rede possui características pessoais e diferentes. Mas isso é assunto para um novo post.

 

* Sandro Gianelli – Jornalista, radialista e consultor político com experiência em marketing político, eleitoral, digital e pesquisa de opinião pública.