Escolha uma Página

Por Sandro Gianelli

Reprodução da internet

Uma campanha ruim pode até dar certo se tiver uma estratégia boa, agora, uma campanha boa, com uma estratégia ruim, pode por tudo a perder.

Para a montagem de um bom planejamento de campanha eleitoral deve se seguir algumas etapas básicas que toda campanha deve ter. O primeiro passo é a investigação, que deve ser realizado por meio de pesquisas.

Com as informações das pesquisas em mãos começa a definição das estratégias e de um plano de ação. Na sequência vem um plano de comunicação. Lembrando que uma boa campanha teve ter uma boa dose de criatividade. O próximo passo é a organização e o treinamento da equipe de campanha e por fim a mobilização do voto.

Vamos nos ater à primeira etapa que é a investigação e deixamos os outros temas para outros artigos.

Em toda campanha, o ponto de partida são as pesquisas. As pesquisas são o guia para definir a estratégia da campanha. A primeira investigação que deve ser realizada é a análise, tanto do candidato, quanto de seus adversários. É aqui que entra a análise SWOT, mas esse assunto será tema de outro artigo.

Após uma boa investigação e com a análise SWOT em mãos é necessário uma boa pesquisa quantitativa que possa avaliar as tendências dos cidadãos, principais problemas, avaliação dos políticos (presidente, governador, etc.), lembrança do voto, intenção de votar, percepção da vitória e os dados socioeconômicos dos entrevistados.

A investigação por meio de grupos focais, que são as famosas e caras pesquisas qualitativas são essenciais para identificar tendências e compreender reações emocionais, percepções e valores da população. Uma boa análise de Big Data também consegue extrair essas tendências.

Um bom levantamento de dados históricos das eleições anteriores auxiliam no entendimento de como o eleitor de determinadas regiões votam, se o voto é fiel ou flexível de acordo com os candidatos, partidos, ideias, propostas ou ideologias.

Por fim, se o candidato não for estreante é importante levantar onde ele tem sido votado, em todas as eleições que ele participou e entender os motivos, tanto do aumento,quanto de quedas em sua votação, para tentar resgatar esse eleitor.

 

Sandro Gianelli – Jornalista, radialista e consultor político com experiência em marketing político, eleitoral, digital e pesquisa de opinião pública.